SEU CÃO RECONHECE SUAS EMOÇÕES?

O seu amigo de quatro patas parece saber quando você está se sentindo triste, feliz ou com raiva? Se assim for, um novo estudo pode explicar por que. Cães reconhecem emoções humanas com base em diferentes informações sensoriais – habilidade que, até agora, só foi identificada em primatas e humanos.

Uma pesquisa anterior afirma que a capacidade dos cães para distinguir entre as emoções humanas está relacionado à “comportamento associado” – em que eles ligam determinados estados emocionais para expressões faciais ou outros sinais que eles aprenderam. Porém, de acordo com o coautor do estudo, Prof. Daniel Mills – da “School of Life Sciences” na UK’s University of Lincoln – e seus colegas, sua pesquisa desafia essa teoria.

Foi um longo debate sobre os cães poderem ou não reconhecer emoções humanas. Muitos proprietários de cães relatam, informalmente, que seus animais de estimação parecem altamente sensíveis aos humores dos membros da família humana. No entanto, há uma importante diferença entre o comportamento associativo (tais como aprender a responder adequadamente a uma voz irritada) e reconhecer uma série de diferentes pistas que, juntas, indicarão alterações emocionais no outro. Nossos resultados são os primeiros a mostrar que os cães realmente reconhecem emoções em seres humanos e outros cães.Prof. Mills

 

CÃES COMBINAM INFORMAÇÕES SENSORIAIS PARA FORMAR UMA IMAGEM MENTAL DE ESTADOS EMOCIONAIS

cães emoções

Para seu estudo, publicado na revista Biology Letters”, a equipe mostrou a 17 cães domésticos, uma série de imagens de seres humanos e outros cães, que exibiam expressões emocionais positivos (animadas e felizes) ou negativas (raivosas ou agressivas). Juntamente com a apresentação das imagem, os pesquisadores também apresentaram áudios positivos ou negativos (vozes ou latidos), de outros cães e humanos desconhecidos.

A equipe descobriu que, quando foram apresentadas imagens que combinavam com o estado emocional do áudio por exemplo, se uma voz irritada combinava com uma expressão facial irritada eles gastaram muito mais tempo olhando para a imagem, tanto para as figuras humanas, quanto para as figuras caninas.

A equipe reconhece em seus resultados, que cães combinam informações sensoriais diferentes para formar uma representação mental dos estados emocionais positivos e negativos, tanto de seres humanos, quanto dos caninos. Dr. Kun Guo, um dos estudiosos, explica:

Nosso estudo mostrou que os cães têm a capacidade de integrar duas fontes diferentes de informação sensorial para uma percepção coerente de emoção em ambos os seres humanos e cães. Fazer isso requer um sistema de categorização interna dos estados emocionais. Esta capacidade cognitiva, até agora, só havia sido evidenciada em primatas e a capacidade de fazer isso para diferentes espécies, só foi visto em humanos“.

Prof. Mills também ressaltou que os cachorros no estudo não tinham nenhum treinamento prévio e não estavam familiarizados com as imagens e áudios dos sujeitos humanos e caninos exibidos, o que sugere que a capacidade do cão para combinar diferentes fontes de informação sensorial pode ser inerente. “Como uma espécie altamente social, a tal ferramenta teria sido vantajoso, e a detecção de emoção nos seres humanos pode até ter sido selecionada por mais de gerações de domesticação pelos humanos“, acrescenta.

Então, quando alguém disser: “Meu cãozinho parecer entender quando estou triste”, não duvide! É verdade!

Escrito por Honor Whiteman, traduzido e adaptado por Diálogo Psi.
Fonte: http://www.medicalnewstoday.com/articles/304965.php

Selecionados para você: