É comum escutarmos que a psicoterapia é uma necessidade apenas dos “loucos” ou dos “fracos”. Para aqueles que pensam dessa maneira, aceitar qualquer forma de ajuda é sinônimo de vergonha. Enquanto isso, para tantas outras, a psicoterapia é uma oportunidade para encontrar a solução de problemas, resolver conflitos e aprender a lidar com mágoas e angústias. Mas, afinal, o que é essa tal psicoterapia?

FALAR CURA!

A psicoterapia é o caminho que percorremos quando procuramos por mais qualidade de vida, autoconhecimento e um posicionamento melhor pra viver. A medida em que o psicólogo nos proporciona uma escuta diferenciada, atenta e empática, surge ali um espaço para que possamos refletir, elaborar as questões mais difíceis e tomar decisões mais coerentes com o que realmente somos e desejamos na vida.

Ao falar, também nos escutamos! E quando nos escutamos, nos conhecemos.

Em outras palavras, a vivência terapêutica nos proporcionará alcançar maior qualidade de vida, adaptação pessoal e social, maior sensação de descontração, liberdade e simultaneamente, maior conhecimento de nós mesmos e nossas capacidades. Permitirá adquirir formas mais eficazes de lidar com as dificuldades, sejam elas situações da vida (perdas, traumas, etc.) ou psicológicas (transtornos psiquiátricos, medos e inseguranças).

 

E QUANDO É A HORA CERTA PARA COMEÇAR A PSICOTERAPIA?

Ao longo da vida, passamos por problemas que podem trazer desde desconforto até grande sofrimento psicológico, emocional e por vezes, até físico. O momento de procurar um psicólogo é quando percebemos que essa dor se tornou forte a ponto de comprometer nossa capacidade de lidar sozinho com os problemas.

Não há um momento “certo” para iniciar. O que existe é uma necessidade pessoal e cada um reconhecerá o seu próprio tempo. Reconhecer a necessidade do apoio psicológico é o primeiro passo para a resolução dos problemas que nos paralisam.

 

O que não se deve fazer é forçar uma pessoa a procurar um terapeuta.

Muito raramente uma terapia forçada trará bons resultados. A pessoa já inicia com fortes resistências e mágoas que, certamente, constituirão uma interferência negativa no processo.

O importante é que quando chegar à conclusão de que é a hora certa, procure um profissional. É importante que seja alguém capacitado e que tenha a fiscalização adequada (registro no Conselho Regional de Psicologia), pois estes farão uso de técnicas reconhecidas e coerentes com a ciência psicológica.

Também há pessoas que questionam sobre a duração de uma terapia. E não existe uma resposta única para essa pergunta, pois tudo dependerá da questão que a pessoa vivencia, da forma como evolui no tratamento, mas, especialmente, do comprometimento que demonstrar. Ainda é importante saber que existe uma infinidade de abordagens, métodos e técnicas dentro da Psicologia. Cada psicólogo elege para trabalhar uma determinada abordagem teórica, que percorre um caminho específico e em tempos diferentes. Mas, o objetivo é sempre o mesmo: Melhorar a condição da pessoa que buscou a terapia.

 

EM QUAIS TIPOS DE PROBLEMA A PSICOTERAPIA PODERIA ME AJUDAR?

Em todas as situações onde se percebe algum nível de fragilidade emocional ou comportamental. Diante de uma vontade interna de buscar mais qualidade de vida e autoconhecimento. Conheça alguns momentos em que pode ser benéfico procurar ajuda especializada:

  • Dificuldades nos relacionamentos – familiares, pessoais ou profissionais;
  • Distúrbios do comportamento alimentar (anorexia, bulimia, obesidade);
  • Situações de angústia intensa (medos, ataques de pânico, fobias, ansiedade social);
  • Dificuldades pessoais e de adaptação (estresse, excessiva timidez, dificuldades de comunicação, entre outros);
  • Traumas, violência ou abuso;
  • Perdas e luto;
  • Busca de desenvolvimento e crescimento pessoal;
  • Problemas escolares e de aprendizagem;
  • Problemas sexuais;
  • Dependência de substâncias;
  • E apoio psicológico diante de problemas de saúde.

Já visitou nosso Instagram hoje?
NÃO? Corre lá para não perder as novidades!

Selecionados para você:

Psicóloga Júlia Belo Horizonte
Júlia Maria Alves

Psicóloga | CRP 04/30.282

Graduada pela UFMG e pós-graduada em Gestão de Pessoas pela Fundação Dom Cabral. Atua na Diálogo com Psicoterapia de Adultos e Idosos; Orientação profissional e de carreira. Experiência nas áreas de Psicologia Organizacional, atuando com Gestão do Relacionamento e Desenvolvimento de Gestores.

Contatos: (31) 98590-2535 | julia@dialogopsi.com.br