O objetivo do presente artigo é problematizar o termo “responsabilidade emocional”, o qual tem sido usado por vezes de forma ambígua ou indiscriminada, por vezes respaldando comportamentos violentos que perpassam relacionamentos abusivos e oferecendo, por conseguinte, prejuízos ou riscos à saúde mental.

Leia mais